Após anotar primeiro gol pelo São Paulo, Lúcio adota discurso motivacional

Zagueiro afirma que grupo está unido e pede que desavenças sejam dixadas para trás

O Estado de S. Paulo

07 de abril de 2013 | 21h38

RIBEIRÃO PRETO - No dia em que anotou o seu primeiro gol pelo São Paulo, na vitória sobre o Botafogo por 3 a 1, o zagueiro Lúcio, que foi capitão da equipe por 35 minutos depois que Fabrício foi substituído por Maicon, mostrou que vive outra realidade no Morumbi. O discurso adotado foi motivacional, em vez de cobrar um lugar ao time.

"Fui comemorar com o grupo. Estamos unidos. Nós vivemos momentos difíceis, mas está tudo em paz. Tem que deixar essas coisas para o passado", afirmou o camisa 3.

"O grupo está feliz e foi uma vitória muito boa", completou Lúcio, que comentou sobre o lance do gol. O zagueiro bateu falta com violência, mas contou com ajuda do goleiro Rafael Santos para abrir o caminho da vitória. Aloísio e Ademilson fizeram os outros dois, enquanto Dimba diminuiu. "Acertei um belo chute e pude ajudar o time", comentou.

O zagueiro também pediu que os companheiros acreditem mais na força do grupo, principalmente para o jogo contra o Atlético-MG, dia 17 de abril, pela Libertadores. O Tricolor precisa vencer o Galo e ainda torcer para o Arsenal de Sarandí derrote o The Strongets (desde que não seja por 4 a 0) ou para um empate sem gols na Argentina.

"A reação precisa passar por todo mundo. Não fizemos partidas boas, mas temos que acreditar até o último momento. Vamos fazer o nosso trabalho contra o Atlético-MG e também pensar no Paulistão", discursou.

Antes da partida pela competição continental, o São Paulo tem mais dois compromissos pelo Campeonato Paulista. A equipe enfrenta o União Barbarense, em Santa Bárbara d'Oeste, na próxima quarta-feira, em jogo adiado pela 4ª rodada, e XV de Piracicaba, no sábado, no Morumbi.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.