Reprodução
Reprodução

Após 'anunciar acerto', Corinthians desiste de William Pottker

Diretor de Futebol, Flávio Adauto, diz que clube não tem mais interesse no jogador

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

08 Fevereiro 2017 | 20h38

Pouco antes da partida contra a Caldense, nesta quarta-feira, o Corinthians anunciou que desistiu da contratação do atacante William Pottker. A decisão se deu após o jogador ser utilizado pela Ponte Preta na partida contra o Campinense, pela Copa do Brasil. Assim, ele não poderá atuar por outra agremiação durante a competição.

"Nós falamos que realmente estava tudo certo com o jogador e que ele chegaria após o Campeonato Paulista. Tentamos contato com a Ponte Preta hoje (quarta-feira), mas ela, em seu direito, decidiu escalar o jogador. Com isso, nós anunciamos que não temos mais interesse no jogador", disse o diretor de futebol do clube, Flávio Adauto, antes da partida contra o Caldense, nesta quarta-feira. O dirigente ainda admitiu que não foi conversa com o clube de Campinas sobre a utilização ou não do jogador na Copa do Brasil e na Copa Sul-Americana.

No dia 26 de janeiro, Adauto confirmou a negociação durante entrevista coletiva. "Falei que vamos trazer de quatro a cinco jogadores de reforços e já passamos esse número. Temos praticamente tudo acertado com o Pottker, não é segredo para ninguém", confirmou o dirigente, antes da apresentação do zagueiro Pablo, no CT Joaquim Grava, em São Paulo. Em seguida, revelou. "Ele pode vir depois do Paulista ou até existe uma remota possibilidade de se apresentar antes. Estamos conversando", explicou.

O presidente da Ponte Preta, Vanderlei Pereira, também havia confirmado o acerto. "O Pottker irá para o Corinthians em maio ou junho, logo após o Campeonato Paulista. No que diz respeito à Ponte, o Lucca e o Yago já chegaram", afirmou, no último dia 3. "O Corinthians queria ele para jogar o Campeonato Paulista, mas a Ponte negociou e houve um bom entendimento", completou.

Durante a negociação, o Corinthians emprestou o zagueiro Yago e o atacante Lucca para a Ponte. Flávio Adauto garante que a situação é diferente. "As negociações do Lucca e do Yago são independentes. Havia outro entendimento sobre o Pottker que não foi cumprido" 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.