Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Gabriela Biló/Estadão
Gabriela Biló/Estadão

Milton Cruz vai pedir para Luis Fabiano encarar o Goiás

Interino tenta convencer atacante a atuar após anúncio de adeus

DANIEL BATISTA, O Estado de S. Paulo

29 de novembro de 2015 | 07h09

O atacante Luis Fabiano deu entrevista logo após a vitória do São Paulo sobre o Figueirense, por 3 a 2, neste sábado, no Morumbi, e avisou que não atuaria mais pelo clube, já que havia um acordo segundo o qual, caso o time vencesse a equipe catarinense, ele seria poupado da partida contra o Goiás, no próximo dia 6 de dezembro, em Goiânia. O técnico Milton Cruz, porém, espera reverter essa decisão.

O treinador contou que vai conversar com o atacante para tentar convencê-lo a jogar. "Ele tinha conversado comigo e eu falei que dependeria da situação. Eu não ia forçar, mas se ele se recuperar e quiser jogar, quero contar com ele. Ele chorou bastante e, se estiver legal, precisamos dele. Vamos conversar para usá-lo", contou o treinador.

Entretanto, a tendência é a de que realmente Luis Fabiano não atue mais pelo São Paulo. "Acho que o São Paulo perde um grande jogador, que dentro da área faz falta. Hoje (sábado), mesmo lesionado no intervalo, ele pediu para continuar e foi até o fim do jogo. Ele estava sentindo uma dor e pediu para ficar. O que esperar de um jogador como esse? Quando você precisa, ele vai e fica até o fim. Ele prende a zaga e o São Paulo perde muito com a saída dele", lamentou Milton Cruz.

O atacante chegou a declarar após o jogo que não iria mais atuar pelo clube e depois, já no vestiário, disse que iria conversar com a diretoria e dependendo do resultado da partida do Inter, poderia atuar mais um jogo para ajudar os companheiros. O Inter empatou com o Fluminense por 1 a 1 e viu a diferença para o São Paulo abrir dois pontos, o que aumentam as chances de Luis Fabiano realmente não jogar mais pelo time do Morumbi.

A definição deve acontecer antes de quinta-feira, data em que o jogador garantiu que vai revelar seu futuro para 2016. A tendência é de que ele vá jogar no Tianjin Songjiang, da China, time comandado por Vanderlei Luxemburgo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.