Divulgação/Cluj
Divulgação/Cluj

Após apenas três jogos, Julio Baptista rescinde contrato com time romeno

Meia de 37 anos deixa o Cluj após após ficar menos de um ano e não ter sido escalado como titular

Redação, Estadão Conteúdo

12 de março de 2019 | 11h50

A passagem de Julio Baptista pelo futebol romeno durou menos de um ano e apenas três jogos. Nesta terça-feira, o Cluj anunciou a rescisão amigável do contrato do veterano meia-atacante brasileiro, de 37 anos, que havia sido anunciado como reforço do clube em agosto de 2018.

"O CFR 1907 Cluj Club e Julio Baptista chegaram a um acordo sobre a rescisão amigável do contrato. Agradecemos ao Julio pelo trabalho realizado com a camisa da nossa equipe e lhe desejamos o melhor", disse o Cluj, em comunicado divulgado no seu site oficial.

Após ficar dois anos afastado dos gramados, Julio Baptista havia sido anunciado como reforço do Cluj em agosto. Mas o veterano pouco atuou pelo time romeno, só tendo entrado em campo em três jogos, todos saindo do banco de reservas, sendo o último deles no fim de outubro. E o próprio time reconheceu que o brasileiro pouco foi aproveitado no período em que ficou no time.

"Apesar de não ter jogado por muitos minutos pelo Cluj, sua contribuição para o vestiário foi significativo. O seu profissionalismo e o seu modo de preparação foram uma motivação adicional para os nossos jovens jogadores. Não importa qual carreira ele escolher no futuro, Julio Baptista continuará sendo um colaborador próximo do Cluj. Boa sorte, Julio Baptista", acrescentou.

Julio Baptista estava sem clube desde 2016, quando deixou o Orlando City, passando a atuar em ações fora dos gramados, promovendo o Campeonato Espanhol pelo mundo e até realizando o curso de técnicos da Uefa. Além disso, foi um dos embaixadores da Fifa na última edição da Copa do Mundo.

Ele começou a carreira no São Paulo, em 2000. Três anos depois foi negociado com o Sevilla, onde atuou por duas temporadas. Na sequência, passou por Real Madrid, Arsenal, Roma e Málaga. E em 2013 retornou ao Brasil e atuou pelo Cruzeiro. Em 2016, acertou com o Orlando City, onde permaneceu por uma temporada apenas.

Na seleção brasileira, o meio-campista participou de 47 jogos e marcou cinco gols. Ele fez parte da equipe nas conquistas da Copa das Confederações, em 2005 e em 2009, e também da Copa América, em 2004 e em 2007. Agora, tendo atuado pouco na Romênia deverá se concentrar de vez nas atividades longe das quatro linhas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.