Rubens Chiri/saopaulofc.net
Rubens Chiri/saopaulofc.net

Após arrancada no Brasileiro, Aguirre diz que vai jogar para ganhar a Sul-Americana

Tricolor enfrenta o Colón na quinta-feira, em casa, pela competição continental

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

30 de julho de 2018 | 05h00

Depois de superar a maratona de jogos contra candidatos ao título brasileiro (Flamengo, Corinthians, Grêmio e Cruzeiro) e conseguir nove pontos entre doze possíveis, o São Paulo muda o foco para a Copa Sul-Americana, a outra possibilidade de título na temporada. Na quinta-feira, o time recebe o Colón, da Argentina. 

+Aguirre garante que manterá estilo de jogo do São Paulo: 'Está dando certo'

+ Diego Souza vê São Paulo maduro e enaltece bom resultado fora de casa

“Temos Sul-Americana. Temos jogo quinta, temos jogo domingo, então teremos que ganhar. Não é que é uma Copa sem importância, para nós é um objetivo. Esperamos fazer um bom jogo quinta-feira e depois pensar no que vem à frente. A Sul-Americana é importante e vamos jogar para ganhá-la”, afirmou o treinador Diego Aguirre após a vitória sobre o Cruzeiro

No Campeonato Brasileiro, Aguirre não quer se empolgar com a fase do São Paulo. Ele admite que o time possa ser candidato ao título, mas alerta que ainda faltam muitos jogos para a definição. “Foram três vitórias importantes, mas bem, isso está começando. Todos os jogos são difíceis e teremos de continuar sabendo que, talvez, comecem a falar do São Paulo com outro respeito e ideia”, analisou o técnico uruguaio. “Pode ser candidato, mas não gosto de falar disso porque não muda nada. Nós temos que nos preparar para o próximo jogo e, se possível, continuar com as vitórias para ficarmos nas primeiras posições”, afirmou. 

Aguirre afirma que o São Paulo vai manter a estratégia de jogo que vem funcionando nos últimos jogos e que garantiu a vitória sobre o Cruzeiro, por 2 a 0. O time se organiza bem defensivamente e explora os contra-ataques. Com essa receita, a equipe é vice-líder, com dois pontos de desvantagem para o Flamengo, que também venceu na 15ª rodada. O São Paulo se consolidou como o melhor visitante, com 15 pontos conquistados fora de casa (quatro vitórias, três empates e duas derrotas). Ao todo, o time tem 32. 

“Não precisamos necessariamente ter mais a bola para jogar mais que outro time. O importante é fazer o melhor para ganhar o jogo. O São Paulo está se defendendo bem, está lutando e está fechando ao máximo defensivamente. Na hora de jogar com a bola, o time está aproveitando a velocidade e aproveitando as características dos nossos jogadores. É uma coisa que temos de manter. Está dando certo”, afirmou o treinador em entrevista coletiva após a vitória em Minas.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.