JF Diorio/Estadão
JF Diorio/Estadão

Após ataque de Gobbi, Paulo Nobre se defende por nota oficial

Presidente do Palmeiras diz que vai acatar a decisão tomada pela Federação Paulista sobre clássico com torcida única

Daniel Batista, O Estado de S. Paulo

06 de fevereiro de 2015 | 19h32

O clima para o clássico entre Palmeiras e Corinthians domingo, no Allianz Parque, esquentou ainda mais na noite desta sexta-feira. O presidente Mário Gobbi acusou Paulo Nobre de ser o responsável pelo fato do clássico ser realizado com torcida só dos mandantes e criticou duramente o dirigente palmeirense. Nobre preferiu se manifestar através de uma nota oficial.

Nobre chamou Gobbi de amigo e ignorou as críticas recebidas. Além disso, o palmeirense deixou claro que vai acatar a orientação que lhe for dada, seja ela qual for. A Federação Paulista recuou e, após o Corinthians ameaçar não entrar em campo em caso de não ter sua torcida na arena, e resolveu liberar entrada para os corintianos.

NOTA

A Sociedade Esportiva Palmeiras vem a público informar que acatará qualquer decisão da Federação Paulista de Futebol a respeito da venda de ingressos para o clássico de domingo. Se a orientação for pela autorização de venda de entradas para o visitante, a SEP entregará imediatamente ao Corinthians a carga determinada pela FPF.

O Palmeiras reitera o seu respeito pelo presidente Mário Gobbi e pelo Sport Club Corinthians Paulista, com os quais sempre manteve um excelente relacionamento, como comprovaram os casos Alan Kardec e Dudu. O presidente Paulo Nobre reafirma seu apreço pessoal pelo presidente Mário Gobbi e entende perfeitamente o momento de pressão vivido por seu amigo.

O clube tem há dois anos a opinião de que, devido ao descontrole e à escalada de violência no futebol, a melhor solução no momento seria a de torcida única para os clássicos locais. Entretanto, independentemente de nossa posição, o Palmeiras seguirá as determinações das autoridades competentes.

Paulo Nobre,

Presidente do Palmeiras

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasCorinthiansFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.