Saeed Khan/AFP
Saeed Khan/AFP

Após 'atuação fantástica', jogador revela cumprimento de Thiago Silva à Austrália

Zagueiro brasileiro enviou mensagem à comissão técnica australiana depois da derrota da equipe para a França por 2 a 1

Estadao Conteudo

18 Junho 2018 | 20h02

A Austrália caiu na estreia da Copa do Mundo diante da França por 2 a 1, no último sábado, mas o resultado não abalou os jogadores. Pelo contrário, a sensação deixada depois de incomodar um dos favoritos ao título foi de que a equipe pode brigar por classificação na primeira fase. O atacante Tom Juric foi além e considerou a atuação "fantástica".

"Há uma imensa atmosfera de positividade, acho que por causa da maneira que jogamos, que foi absolutamente fantástica", declarou ao site da federação de futebol do país. "Acho que é algo de que podemos nos orgulhar e levar em frente para nossos jogos contra Dinamarca e Peru."

Juric afirmou que o equilíbrio imposto pelos australianos diante dos franceses empolgou a seleção para as próximas partidas, em busca de uma vaga nas oitavas de final do Mundial. Na quinta-feira, o país encara a Dinamarca, em Samara, e depois duela com o Peru, na terça que vem, em Sochi.

"Nós vimos no jogo (com a França) que nós podemos fazer as coisas e jogar contra adversários de elite. A França é uma das favoritas para vencer a Copa do Mundo, e nós jogamos uma partida fantástica contra eles. A comissão técnica nos cumprimentou muito", revelou.

 

Os cumprimentos, porém, não vieram apenas da comissão. Juric revelou que o zagueiro Thiago Silva enviou uma mensagem ao auxiliar do técnico Bert van Marwijk na Austrália, o ex-jogador Van Bommel, ex-companheiro de Milan do brasileiro, para parabenizar pela atuação da seleção.

"O Van Bommel recebeu uma mensagem de um de seus ex-companheiros, o Thiago Silva, nos parabenizando pelo quão bem jogamos contra um adversário de elite", comentou Juric. "Tudo ainda está no ar para que agarremos. Estou muito otimista sobre nossas chances de progredir neste grupo."

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.