Francois Mori/AP
Francois Mori/AP

Após bater PSG, Solskjaer relembra feito de 1999: 'Tem que acreditar em milagres'

Treinador do Manchester United marcou gol salvador na final contra o Bayern de Munique, em 1999

Redação, Estadão Conteúdo

06 de março de 2019 | 21h06

A vitória por 3 a 1 sobre o Paris Saint-Germain, nesta quarta-feira, em Paris, com o gol da classificação às quartas de final da Liga dos Campeões da Europa marcado nos acréscimos do segundo tempo, trouxe ótimas lembranças para o treinador do Manchester United. O norueguês Ole Gunnar Solskjaer recordou o gol que fez em 1999 para dar a vitória de virada nos últimos minutos por 2 a 1 e o título da competição contra o Bayern de Munique, no estádio Nou Camp, em Barcelona.

"É uma cultura do Manchester United, já fizemos várias vezes. Quando você está em um clube como este, tem que acreditar em milagres", afirmou Solskjaer em entrevista para o canal de TV a cabo Esporte Interativo logo após o triunfo histórico sobre o Paris Saint-Germain, no estádio Parque dos Príncipes. Na ida, em pleno estádio Old Trafford, em Manchester, o time inglês havia sido derrotado por 2 a 0.

Autor do gol da classificação em uma cobrança de pênalti marcada com a ajuda do VAR (árbitro de vídeo), o atacante Marcus Rashford brincou com o treinador em suas redes sociais. "Você ama um gol no último minuto, heim professor?", escreveu o jogador em seu Twitter após a vitória sobre o Paris Saint-Germain.

A vaga obtida pelo Manchester United em Paris é ainda mais histórica pelo fato de o time ter jogado com dez desfalques no total em comparação ao duelo na Inglaterra, há três semanas. Além do meia francês Paul Pogba, que cumpriu suspensão, nomes importantes como Ander Herrera, Matic, o atacante chileno Alexis Sánchez, o meia Juan Mata e o hoje lateral-direito Antonio Valência não puderam estar em campo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.