Após boato de perda de voo, Cristiano Ronaldo é recebido como herói em Lisboa

LISBOA - Ao contrário do que foi divulgado pela imprensa ucraniana devido a uma informação falsa divulgada nas redes sociais, o atacante Cristiano Ronaldo não perdeu na quinta-feira o avião para Portugal, mas viajou com o grupo que foi eliminado nas semifinais da Eurocopa e teve recepção digna de um grande herói em Lisboa.

EFE

29 de junho de 2012 | 15h58

A estrela do Real Madrid e o restante dos jogadores da seleção portuguesa foram homenageados por centenas de pessoas no aeroporto de Portela, e CR7 foi cercado por fotógrafos e câmeras de televisão enquanto sorria e acenava para os fãs.

Além dos muitos admiradores que tentavam sem sucesso obter um autógrafo, Cristiano e todo o elenco, que não falaram com a imprensa, foram recebidos pelo ministro de Assuntos Parlamentares do país, Miguel Relvas. Ele foi o encarregado de representar o Governo em uma pequena cerimônia de boas-vindas.

Enquanto os portugueses recepcionavam seus jogadores, eliminados nos pênaltis pela Espanha na última quarta-feira, a mídia ucraniana acreditou em informações falsas divulgadas nas redes sociais e publicou que o atacante perdeu o voo para Lisboa por parar para comprar um bolo no aeroporto internacional de Donetsk.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.