Após briga, promotor voltará a pedir extinção da Gaviões da Fiel

Principal torcida organizada do Corinthians volta a ficar na mira da Justiça

PAULO FAVERO, Agência Estado

27 de agosto de 2013 | 18h17

SÃO PAULO - A briga entre torcedores do

Na prática, porém, a extinção da torcida significa o fim daquela pessoa jurídica, apenas. "A Mancha Verde foi extinta e virou Mancha Alviverde. Pode até haver uma mudança de roupagem. A lei não proíbe isso. Mesmo com a extinção, as leis dificultam o fim do grupo", reforçou.

O promotor também comentou o fato de que, entre os torcedores envolvidos na briga do intervalo do jogo entre Vasco e Corinthians, estavam um vereador de Francisco Morato (SP) e um dos 12 corintianos que ficaram presos em Oruro. "Do ponto de vista criminal, eles serão investigados em Brasília."

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansGaviões da Fiel

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.