Após campanha histórica, Ponte luta para manter o elenco para 2017

Ponte Preta termina Brasileiro na 8ª colocação

Estadão Conteúdo

12 de dezembro de 2016 | 21h00

A vitória sobre o Coritiba, por 2 a 0, no último domingo, em Campinas, fez a Ponte Preta chegar aos 53 pontos e realizar sua melhor campanha desde que o Campeonato Brasileiro passou a ser disputado por 20 clubes e em pontos corridos. Por isso, os jogadores deixaram o campo aplaudidos por pouco mais de três mil torcedores que compareceram ao Moisés Lucarelli. Mas agora o trabalho do clube está em planejar a próxima temporada.

Na oitava colocação do Brasileiro, com 53 pontos, a Ponte quebrou a marca do ano passado, quando somou 51. A partida também marcou a estreia de Felipe Moreira como treinador efetivado. Há dez dias, Eduardo Baptista anunciou sua saída. Seu destino deve ser o Palmeiras.

"Neste ano a equipe merecia sair aplaudida pela torcida. Merecia a vitória, ter batido o recorde fazendo a melhor campanha da história do clube em pontos corridos. Agora o primeiro passo é fazer um elenco forte para o ano que vem", disse Felipe Moreira.

A diretoria vem trabalhando nos bastidores para manter o maior número de jogadores possível. O atacante Rhayner é uma das prioridades depois das conversas com o volante João Vitor serem adiantadas nos últimos dias. Reforços também estão sendo procurados e os experientes Luis Fabiano e Grafite aparecem como opções para o setor ofensivo.

Os jogadores vão se apresentar no dia 9 de janeiro do ano que vem e até lá a diretoria espera ter 90% do elenco definido. A estreia no Campeonato Paulista será contra a Ferroviária, no primeiro final de semana de fevereiro, em Campinas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.