Após cancelar troca, Inter de Milão renova com Guarin

A Inter de Milão anunciou nesta segunda-feira que renovou o contrato do volante Freddy Guarin até o dia 30 de junho de 2017. Assim, garante que o colombiano, um dos xodós da torcida, continuará no Giuseppe Meazza por mais três temporadas. A renovação vem pouco mais de dois meses depois de uma transferência polêmica.

AE, Agência Estado

24 de março de 2014 | 16h01

Em janeiro, a Inter acertou a troca de Guarin pelo montenegrino Vucinic, da Juventus. A negociação emperrou porque os torcedores do time de Milão ficaram furiosos ao saberem que o colombiano, um dos ídolos do clube e titular absoluto da equipe, se transferiria para um time rival. Os dois jogadores que seriam trocados já até haviam feito exames médicos nas cidades dos novos clubes.

Na época, a imprensa italiana garantiu que Guarin, interessado na troca, reclamou da desistência por parte da Inter e avisou que não jogaria mais pelo time. A confusão fez a torcida se virar contra o indonésio Erick Thohir, que recentemente comprou o clube. Agora a renovação vem num momento ruim para o time de Milão, que perdeu domingo para a Atalanta e caiu para o sexto lugar do Italiano.

"Estou muito feliz. Espero aproveitar isso com minha família, meus companheiros e aqueles que estão junto comigo sempre. Passaram-se já dois anos (desde que chegou do Porto) e tem sido uma experiência muito positiva. A cada dia que passa ganho uma linda experiência", comentou Guarin, que recebeu a promessa de que o clube brigará por títulos nas próximas temporadas.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolInter de MilãoFreddy Guarin

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.