Bruna Prado/AP
Bruna Prado/AP

Após casos de covid-19 em time argentino, semi da Sul-Americana será no Paraguai

Duelo entre Coquimbo Unido e Defensa y Justicia, que seria em Santiago, foi transferido para Assunção

Redação, Estadão Conteúdo

08 de janeiro de 2021 | 08h36

Após adiar, poucas horas antes do início, o jogo de ida da semifinal da Copa Sul-Americana entre Coquimbo Unido e Defensa y Justicia, em Santiago, após a equipe argentina apresentar três casos do novo coronavírus em seu elenco, a Conmebol decidiu na noite de quinta-feira transferir a partida para Assunção, no Paraguai, na próxima terça, em estádio a ser definido.

O adiamento foi motivado pela "decisão das autoridades chilenas de declarar todos os passageiros do voo charter da delegação do Defensa y Justicia como contatos próximos de positivos", devendo cumprir medidas de isolamento que impossibilitaram a disputa do jogo que estava marcado para a noite de quarta-feira no estádio Nacional.

Mais cedo, a direção do Defensa y Justicia havia anunciado que foram informados sobre os testes positivos para covid-19, feito no desembarque no Chile na segunda-feira, de três jogadores: Washington Camacho, Francisco Pizzini e Rafael Delgado. Segundo o clube argentino, todos os 56 membros da delegação testaram negativo antes do embarque. Mas o protocolo do governo chileno prevê novos testes na chegada ao país.

O Chile e o Uruguai são os dois únicos países que vão além do protocolo definido pela Conmebol e exigem novos testes na chegada das delegações. De acordo com o clube argentino, Camacho é um caso de reinfecção, pois havia testado positivo no fim de setembro do ano passado.

O Coquimbo Unido, mesmo assim, foi para o estádio. O perfil oficial do clube nas redes sociais publicou fotos e vídeos da chegada no local da partida após a confirmação do adiamento da partida. Em uma das postagens, o time exibiu o gramado do estádio Nacional e escreveu: "O futebol está aí e, claro, nós, como sempre, estamos", publicou em sua conta no Twitter.

O adiamento foi a segunda mudança pela qual passou a semifinal entre as duas equipes. Na última quarta-feira, um dia antes do dia original do jogo, a Conmebol mudou a sede da partida de Coquimbo, casa da equipe chilena, para Santiago. O motivo seria o isolamento obrigatório da equipe argentina ao se deslocar da capital chilena para a cidade no litoral norte do país. O Defensa y Justicia havia garantido um voo fretado para ir de Coquimbo para Buenos Aires, mas ficou obrigado a permanecer em Santiago.

A Conmebol esclareceu que haverá os dois jogos do confronto e o duelo em Assunção terá os chilenos como mandantes. A entidade ainda vai informar o horário e estádio do duelo no Paraguai e também quando será a partida de volta, na Argentina, que estava marcada para o dia 14. Na outra semifinal da Copa Sul-Americana, em um duelo argentino, o Lanús venceu o Vélez Sarsfield por 1 a 0 no jogo de ida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.