Fernando Alvarado/EFE
Fernando Alvarado/EFE

Após cinco anos, Barcelona tem menos posse de bola

Última vez que o clube teve menos posse de bola foi contra o Real Madrid, em maio de 2008

Ronald Lincoln Jr., especial para o Estado, O Estado de S.Paulo

21 de setembro de 2013 | 21h32

SÃO PAULO - O famoso modo de jogar do Barcelona, consagrado pelo toque e domínio da posse de bola, pode estar mudando. Apesar da vitória por 4 a 0 sobre o Rayo Vallecano, neste sábado, em Vallecas, a equipe do técnico Tata Martino registrou menos posse de bola que o adversário. De acordo com as estatísticas, a equipe da Catalunha teve 49% de posse de bola. É a primeira vez que isso ocorre em cinco anos, em partidas oficiais. No total, o Barcelona dominou esse quesito em 316 jogos. A última vez que o time de Messi teve menos posse de bola foi contra o Real Madrid, na derrota por 4 a 1, no dia 7 de maio de 2008.

Ao menos neste sábado, a mudança da maneira de jogar não pareceu ter feito diferença. O Barcelona goleou o Rayo Vallecano por 4 a 0, com destaque para a atuação do atacante Pedro que marcou 3 gols. Essa troca de estilo pode beneficiar o brasileiro Neymar que tem como uma de suas principais caracterísiticas as arrancadas com a bola, recurso quase que repudiado no Barcelona, a não ser quando era praticado por Messi.

O técnico Tata Martino, que fez um bom trabalho no Newell’s Old Boys e na seleção paraguaia,  é conhecido por impor um estilo de jogo técnico, mas dá indícios que pode se diferenciar d filosofia de excesso de toque de bola implantado no Barcelona por Pep Guardiola. No entanto, só o tempo e as vitórias dirão se essa mudança será bem aceita no Camp Nou.

Tudo o que sabemos sobre:
futinterBarcelonaNeymarMessi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.