Após cirurgia, Fabão desfalca Guarani por um mês

O Guarani terá sérios problemas para montar a defesa nas próximas rodadas do Campeonato Brasileiro. O zagueiro Fabão passou na noite de segunda-feira por uma cirurgia para reconstituição de três ossos da face e o tempo de recuperação previsto pelo médico do clube, Walmir Crepaldi, é de aproximadamente um mês.

AE, Agência Estado

19 de outubro de 2010 | 19h16

Fabão sofreu a contusão no último domingo, após choque com o companheiro Apodi nos minutos finais do empate com o Corinthians, no Estádio Brinco de Ouro, em Campinas. Caso a previsão do médico seja confirmada, o zagueiro deve perder as próximas cinco rodadas do campeonato, quando o Guarani enfrentará Atlético-GO, Avaí, Atlético-MG, Palmeiras e Vitória.

"Geralmente são quatro semanas, mas isso dependerá muito do processo de recuperação do atleta. Precisamos ver como ele se comportará após a cirurgia, mas, em média, o tempo é esse para a consolidação óssea", explicou Walmir Crepaldi.

Com a ausência de Fabão, Aislan deve entrar no time. Mesmo porque, o outro zagueiro reserva, Rodrigão, também está lesionado e não deve mais entrar em campo neste Brasileirão. As outras opções do técnico Vágner Mancini para a posição são Héverton, que veio do Pão de Açúcar, e o garoto Guilherme Mattis.

Em compensação, Vágner Mancini terá a volta dos atacantes Geovane e Ricardo Xavier, ambos recuperados de contusão. Eles devem ser escalados no jogo de sábado, contra o Atlético-GO, no Brinco de Ouro, pela 31ª rodada do Brasileirão.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolGuaraniFabão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.