Após cirurgia, Tinga vê boa recuperação no Cruzeiro

Após passar por uma cirurgia no último sábado, por causa de uma fratura na perna direita sofrida durante o treino do dia anterior, o volante Tinga contou nesta quinta-feira que vem tendo um bom início de recuperação - a expectativa é de que fique até seis meses afastado dos gramados. E tratou de agradecer o apoio que recebeu do Cruzeiro e da torcida do clube.

Estadão Conteúdo

28 de agosto de 2014 | 18h25

"Já estou bem melhor. O pessoal tem me dado uma atenção especial, a equipe da fisioterapia vem aqui todo dia", contou Tinga, em entrevista coletiva nesta quinta-feira em sua residência em Belo Horizonte. "Por isso, acredito que logo estarei recuperado. Também percebi uma boa evolução, porque operei no sábado e já estou mexendo o pé, apoiando com ele no chão."

Já com 36 anos, Tinga vinha sendo reserva do Cruzeiro, mas é um dos líderes do elenco. Por isso, sua grave contusão deixou todo o grupo bastante sensibilizado. "Sempre fui muito respeitado e bem tratado por todos os clubes que passei, mas o Cruzeiro é o time em que eu mais senti união, amizade entre os jogadores, comissão técnica, funcionários. É o melhor clube que já trabalhei. Nunca tive o que estou tendo aqui, essa união total, esse carinho", contou o volante.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCruzeiroTinga

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.