Williams Aguiar|Divulgação
Williams Aguiar|Divulgação

Paulo Roberto Falcão é demitido após levar Sport a duas semifinais

Técnico cai por eliminação na Copa do Nordeste

Estadão Conteúdo

18 de abril de 2016 | 16h42

Não é segredo para ninguém que técnico vive de resultados no futebol brasileiro. O problema é que os dirigentes esportivos parecem cada vez mais rígidos para determinar o que é um bom resultado. Nesta segunda-feira, o técnico Paulo Roberto Falcão perdeu seu emprego no Sport. Foi demitido com a equipe na semifinal do Campeonato Pernambucano.

O treinador assumiu o comando em setembro, quando o Sport era o 11.º colocado do Brasileirão. Com Falcão como técnico, o time pernambucano fechou a competição em sexto, brigando por uma vaga na Libertadores até a penúltima rodada.

Na atual temporada, o Sport foi terceiro na fase no hexagonal do Campeonato Pernambucano (atrás de Náutico e Salgueiro) e avançou em primeiro lugar do seu grupo na Copa do Nordeste. No mata-mata, eliminou o CRB, mas caiu diante da Campinense, domingo, nos pênaltis.

Um dia depois da eliminação, veio a decisão do Sport, comunicada em nota: "O presidente do Sport, João Humberto Martorelli, deliberou a substituição do treinador Paulo Roberto Falcão e registra, neste momento, sua enorme admiração por este profissional, agradecendo os serviços prestados nesse período".

O assistente técnico Thiago Gomes vai ficar à frente da equipe no próximo jogo do Sport, nesta quinta-feira, contra o Salgueiro pela semifinal do Pernambucano, na Ilha do Retiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.