Paulo Fernandes/ Vasco.com.br
Paulo Fernandes/ Vasco.com.br

Após confusão em São Januário, Eurico chama torcida e promete segurança reforçada

Equipe carioca enfrenta o Atlético-GO neste domingo pelo Campeonato Brasileiro

Estadão Conteúdo

24 de junho de 2017 | 13h06

O presidente do Vasco, Eurico Miranda, convocou uma entrevista coletiva na manhã deste sábado, em São Januário, no Rio de Janeiro, para pedir a presença do torcedor na partida contra o Atlético Goianiense, neste domingo, às 11 horas. Eurico fez questão de dizer que a segurança de todos que comparecerem ao estádio do time cruzmaltino estará garantida.

O mandatário vascaíno negou que o ambiente no clube esteja em ebulição devido ao clima eleitoral, mas culpou adversários políticos pelo tumulto ocorrido nas arquibancadas na partida contra o Avaí, no último dia 17 (vencida pelo Vasco por 1 a 0), quando parte da torcida protestou pela saída de Eurico - houve confronto entre torcedores e policiais militares.

"Vim fazer um pedido no sentido de convocar o torcedor do Vasco para que ele compareça em São Januário. Gostaria de ver muitas famílias aqui. Tomamos todas as providências relativas à segurança do jogo. E também em termos de repressão. Peço que o torcedor que aqui compareça não aceite provocações. Que não reaja às provocações para que a gente tenha um jogo em que o time de futebol seja beneficiado com isso".

Sem citar nomes, o atual presidente do clube cruzmaltino criticou opositores. Ao ser questionado por jornalistas sobre uma possível candidatura à reeleição, Eurico Miranda - mesmo sem dizer diretamente - confirmou que disputará o pleito para continuar no comando do clube.

"Eu sou o presidente. Vamos ver se aparece alguém melhor do que eu. É uma coisa absolutamente natural. Não preciso fazer campanha. Eu sou o presidente. Eu já sei disso. Já disse e vou repetir 'n' vezes, só fico no Vasco se o Vasco precisar de mim. Se o Vasco não precisar de mim, eu não fico. E, por enquanto, pelo que estou vendo, o Vasco precisa de mim e muito", decretou.

Eurico Miranda também confirmou que o clássico contra o Flamengo pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, marcado para o próximo dia 8 de julho, será disputado em São Januário, apesar de haver receio em relação à segurança das torcidas de ambas as equipes. "Será em São Januário. Com certeza. O Vasco jogará todas as suas partidas com mando de campo em São Januário", finalizou o mandatário.

Tudo o que sabemos sobre:
VascofutebolVasco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.