Daniel Ramalho/Futura Press
Daniel Ramalho/Futura Press

Após confusão, Flu veta ingressos para organizadas

Presidente Roberto Horcades promete identificar os torcedores envolvidos no incidente da última terça

AE, Agencia Estado

28 de maio de 2009 | 17h57

Após a confusão no treino de terça-feira nas Laranjeiras, a diretoria do Fluminense anunciou nesta quinta medidas para evitar novos incidentes com os "pseudotorcedores tricolores", como foram chamados os responsáveis pelas agressões aos jogadores do time.

Veja também

especial Visite o canal especial do Brasileirão

especial Jogue o Desafio dos Craques

tabela Brasileirão Série A - Classificação e Calendário

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Em nota oficial, o presidente Roberto Horcades comunicou que vai desativar, a partir de sexta-feira, as salas das torcidas organizadas, que servem como depósito para faixas, debaixo das arquibancadas do Estádio Presidente Manoel Schwartz.

Também vai suspender a distribuição de ingressos para as torcidas organizadas e identificar os torcedores envolvidos no incidente. Os sócios do clube terão suas carteiras cassadas e os demais serão proibidos de entrar nas Laranjeiras, de acordo com a nota.

Horcades ainda destacou que o episódio vai motivar o clube a deixar as Laranjeiras rumo a um novo Centro de Treinamento, mas sem anunciar datas. "Precisamos partir para a profissionalização estrutural, que já se faz necessária a tempos. Estamos acelerando o processo de retirada de todo o Departamento de Futebol das Laranjeiras para um novo Centro de Treinamento".

Por fim, o dirigente informou que o despachante Robson Braga dos Santos Oliva, autor dos disparos de arma de fogo durante a confusão de terça, prestou depoimento à 9ª DP, assim como os jogadores Fernando Henrique e Diguinho. O goleiro admitiu ser amigo do despachante e negou que ele tenha qualquer vínculo com o Fluminense.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.