Após confusão, STJD denuncia Ponte Preta e Guarani

As confusões registradas no clássico campineiro disputado no último sábado, pela 11.ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, devem custar caro tanto para a Ponte Preta quanto para o Guarani. Nesta sexta-feira, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) confirmou a denúncia contra os dois rivais, que serão julgados na próxima semana.

AE, Agência Estado

22 de julho de 2011 | 20h03

A torcida do Guarani entrou em conflito com a Polícia Militar e incendiou um banheiro e parte das arquibancadas do Estádio Moisés Lucarelli. A Ponte ainda tem contra si o fato de um animador de torcida ter provocado os visitantes com palavras ofensivas, o que teria aumentado a revolta nas arquibancadas.

Ponte Preta e Guarani foram denunciados no artigo 213, que prevê multa de R$ 100 a R$ 100 mil e perda do mando de campo de uma a dez partidas para times envolvidos "em caso de desordem, invasão ou lançamento de objeto pela torcida".

O clássico local foi vencido pela Ponte Preta, por 2 a 0. O resultado manteve o time na vice-liderança da tabela, com 23 pontos. Já o Guarani segue em queda livre na Série B. Não vence há sete rodadas e está na penúltima colocação, com apenas nove pontos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.