Após convocação, Victor diz que sofrerá maior cobrança

Convocado pela primeira vez para defender a seleção brasileira, o goleiro Victor disse nesta quinta-feira que sofrerá maior cobrança da torcida e da imprensa por boas atuações no Grêmio. O jogador foi chamado para disputar duas partidas das Eliminatórias da Copa do Mundo e a Copa das Confederações.

AE, Agencia Estado

21 de maio de 2009 | 22h34

Victor se mostrou surpreso com a notícia da convocação. "Quando se joga em time grande, se pensa nisso. Mas eu não imaginava que seria tão rápido. Muita coisa aconteceu em um ano e meio e sempre de maneira positiva", comemorou o goleiro. "Agora vou ser cobrado como goleiro de seleção e tenho que estar pronto para isso", ponderou.

O atleta, eleito o melhor goleiro do Brasileirão de 2008, sabe que terá chances reduzidas de ser titular. "O fato de treinar ao lado do Júlio César e do Gomes só tem a acrescentar ao meu trabalho", afirmou, se referindo aos outros dois goleiros convocados pelo técnico Dunga.

Empolgado pela possível estreia com a camisa da seleção, Victor não escondeu que sonha em disputar uma Copa do Mundo. "Ir para a Copa do Mundo é o meu desejo. Espero ter uma sequência como goleiro de seleção a partir de agora", contou.

O goleiro, no entanto, evitou comentar o pedido da diretoria do Grêmio, que vai solicitar a Dunga a liberação do atleta da Copa das Confederações. Os dirigentes temem perder o goleiro titular em uma possível semifinal da Copa Libertadores.

"O atleta sempre quer estar disputando títulos. A diretoria vai ver essa questão de liberação com a CBF e eu estarei motivado tanto se jogar pelo Grêmio quanto pela seleção", comentou Victor.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.