Alexandre Vidal/Flamengo
Alexandre Vidal/Flamengo

Após corte do Mundial Sub-17, Reinier garante vitória do Fla: 'Seleção é passado'

Jogador não foi liberado pelo clube e decidiu na partida com o Fortaleza

Redação, Estadão Conteúdo

17 de outubro de 2019 | 00h13

Envolvido em uma polêmica durante a semana, por ter sido convocado para a seleção brasileira sub-17, mas não liberado pelo Flamengo para a disputa do Mundial da categoria, o atacante Reinier foi o protagonista da vitória do sobre o Fortaleza, marcando o gol da virada por 2 a 1 nos minutos finais. Ele acertou uma testada forte no ângulo do goleiro Felipe Alves.

Aliviado pelo resultado positivo, o jogador afirmou que estava tranquilo com a decisão de não servir à seleção. "Minha cabeça estava muito boa quanto a isso. A seleção agora é passado. Os maiores (dirigentes) decidiram que eu não tinha que ir, então estou aqui no Flamengo e estou feliz e motivado. Fazer esse gol foi muito importante para mim e para o grupo porque ganhamos de novo", afirmou.

Reinier também ressaltou o espírito de luta do Flamengo, que saiu perdendo, mas foi buscar a vitória por 2 a 1 em um dos jogos mais difíceis da sequência de 13 partidas sem perder, seguindo disparado na liderança do Campeonato Brasileiro, agora com 61 pontos.

"A equipe lutou bastante. Foi uma partida muito difícil, muito calor. Esse é o espírito do Flamengo: raça, amor e paixão. Agora é trabalhar ainda mais para o próximo jogo", concluiu.

Além dele, Gabriel foi um dos jogadores mais festejados pela torcida. Com o gol de pênalti ele atingiu os 19, na liderança isolada da artilharia do Brasileirão. "Eu fiz o gol, mas a vitória foi de todos", lembrou o atacante.

Ao fim do jogo, os jogadores se reuniram e foram em direção ao setor de arquibancadas do Castelão onde estava a torcida rubro-negra. Comandados pelo técnico Jorge Jesus eles reverenciaram o apoio da torcida cearense.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.