Cesar Greco/Agência Palmeiras
Cesar Greco/Agência Palmeiras

Após críticas, Oswaldo de Oliveira pode mexer no time do Palmeiras

Técnico define a equipe que enfrenta o Rio Claro nesta terça-feira e pode promover mudanças após derrota para o Corinthians

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

10 de fevereiro de 2015 | 07h04

O elenco do Palmeiras se reapresentou nesta segunda-feira ainda abalado com a derrota para o Corinthians e ciente de que precisam retomar o caminho das vitórias, após dois resultados negativos, para amenizar as cobranças de dentro e fora do clube.

Após a derrota para o rival, as primeiras críticas ao trabalho do técnico Oswaldo de Oliveira já apareceram. O fato de ele ter deixado o atacante Dudu no banco de reservas talvez tenha sido o motivo de maior crítica e, já depois do jogo, ele mostrou irritação com o assunto e pediu que a torcida acredite mais em seu trabalho.

Nesta segunda-feira foi a vez de os jogadores pedirem o apoio dos torcedores e lembrarem que a falta de entrosamento é algo que dificulta muito o trabalho neste início de temporada.

"Uns (jogadores) ainda não estrearam, outros estrearam e estão se conhecendo. Não é da noite para o dia que o time vai se entrosar. Até assimilarmos o que o professor quer e conhecer as características dos companheiro leva tempo", disse o volante Amaral.

Para o jogo de amanhã contra o Rio Claro o treinador pode fazer mudanças no time. Ele definirá a escalação depois do treino de hoje de manhã. e apesar da pressão para escalar Dudu ainda não é certo o retorno do atacante ao time.

Quanto a Aranha, Arouca e Cleiton Xavier, a comissão técnica não quer apressar a estreia do trio, por isso evita projetar uma data para eles estarem em campo. Quem parece um pouco melhor fisicamente é Arouca, que tem uma pequena possibilidade de ficar no banco de reservas sábado, contra o São Bento, em Sorocaba. Também ainda não há previsão para Valdivia ser liberado para jogar.

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasFutebolCampeonato Paulista

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.