Arquivo/AE
Arquivo/AE

Após cumprir pena, Maradona viaja para África do Sul

Técnico da seleção argentina volta a frequentar eventos relacionados a Fifa depois de dois meses suspenso

AE, Agencia Estado

15 de janeiro de 2010 | 13h25

Diego Maradona completa nesta sexta-feira o fim do período de dois meses de suspensão imposta pela Fifa, que puniu o técnico da seleção argentina pela atitude polêmica que ele cometeu depois da vitória por 1 a 0 sobre o Uruguai, em Montevidéu. Na ocasião, o triunfo classificou o seu país para a Copa do Mundo de 2010, em outubro, na última rodada das Eliminatórias Sul-Americanas.

Maradona insultou jornalistas argentinos que criticavam o seu trabalho em um desabafo recheado até por palavrões de cunho sexual. Agora liberado para participar de qualquer evento que tenha relação com a Fifa, o ex-jogador viajará neste domingo para conhecer a Universidade de Pretória, na África do Sul, onde a seleção argentina irá se concentrar no estágio final de preparação para o Mundial.

Durante o período de suspensão, Maradona não pôde comandar a Argentina em amistoso contra a seleção da Catalunha, no dia 22 de dezembro, em Barcelona, onde os seus comandados foram derrotados por 4 a 2 e ele assistiu a partida das arquibancadas do Estádio Camp Nou.

Por causa da punição, Maradona também acabou não tendo como comparecer ao sorteio dos grupos da Copa do Mundo de 2010, realizado no dia 4 de dezembro, na Cidade do Cabo, na África do Sul. No evento, ficou definido que os argentinos integrarão o Grupo B da competição, que contará também com Coreia do Sul, Nigéria e Grécia.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.