Andrew Medichini/Reuters
Andrew Medichini/Reuters

Após deixar a Roma, diretor histórico do Sevilla retorna ao clube

Ramon Rodriguez, o 'Monchi', participou dos cinco títulos da Liga Europa na história

Redação, Estadão Conteúdo

17 de março de 2019 | 12h34

O Sevilla anunciou neste domingo o retorno de Ramón Rodríguez, o "Monchi", à diretoria do clube, após dois anos de ausência. Dias depois de deixar a Roma, o ex-goleiro espanhol voltou para o time onde se consagrou para exercer o cargo de diretor-esportivo.

Monchi atuou por cerca de dez anos pelo Sevilla como goleiro. Aposentado em 1999, foi contratado no ano seguinte para o cargo de diretor de futebol, com a responsabilidade de reerguer o clube que havia acabado de ser rebaixado à segunda divisão espanhola.

Como dirigente, Monchi não só cumpriu esta tarefa, como é considerado o responsável por montar os melhores times do Sevilla em todos os tempos. Foi sob seu comando que o clube revelou nomes como os de Sergio Ramos, Reyes e Jesús Navas, além de contratar jogadores que ganharam destaque por lá, como Daniel Alves, Renato, Rakitic, Júlio Baptista, entre outros.

Com Monchi, o Sevilla conquistou seus cinco títulos de Liga Europa (2005/2006, 2006/2007, 2013/2014, 2014/2015 e 2015/2016), recorde da competição, além de dois troféus da Copa do Rei, um da Supercopa da Europa e outro da Supercopa da Espanha.

Após 17 anos no clube, Monchi deixou o Sevilla em 2017 e acertou com a Roma, mas a eliminação na atual edição da Liga dos Campeões colocou fim à sua passagem por lá. Livre no mercado, o diretor volta ao time espanhol, onde iniciará o trabalho a partir de 1º de abril.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.