Bruno Aragão/CearaSC.com
Bruno Aragão/CearaSC.com

Após deixar o Ceará, Jorginho é anunciado como técnico do Vasco

Treinador volta ao clube para ocupar o lugar de Zé Ricardo, que pediu demissão após perder para o Botafogo

Estadão Conteúdo

05 Junho 2018 | 20h14

Após pedir demissão do Ceará no último domingo, depois da derrota por 1 a 0 sobre o Cruzeiro, alegando problemas pessoais, Jorginho foi anunciado como novo técnico do Vasco nesta terça-feira. Esta será a segunda passagem do treinador pelo time cruzmaltino, que comandou entre 2015 e 2016.

+ Valdir Bigode cobra que jogadores façam 'duas funções' contra o Cruzeiro

+ Ex-Ceará, volante Raul é apresentado pelo Vasco: 'É um sonho'

Jorginho terá Paulo César Gusmão como auxiliar técnico e volta a São Januário para substituir Zé Ricardo, que deixou o cargo após o revés por 2 a 1 no clássico para o Botafogo, na última rodada do Campeonato Brasileiro. O novo comandante vascaíno assume a equipe nesta quinta-feira, um dia depois do jogo contra o Cruzeiro, em Belo Horizonte. Ele já havia sido definido pelo presidente Alexandre Campello como o principal nome assumir o clube.

Jorginho é um velho conhecido do Vasco. Ele comandou o time carioca entre o segundo semestre de 2015 e durante toda a temporada de 2016, com 85 partidas disputadas e 43 vitórias conquistadas. Nesse período, quase livrou a equipe de um rebaixamento, dado como certo à época, e, no ano seguinte, conquistou o Campeonato Carioca de forma invicta. Além disso, comandou a equipe no retorno à primeira divisão nacional.

A campanha decepcionante na Série B do Brasileiro, em que o Vasco terminou na terceira posição, além de desgastes com jogadores e membros da diretoria, acabaram culminando com a saída de Jorginho ao final da temporada de 2016.

Após sair do Vasco, Jorginho passou por Bahia, em 2017, e Ceará, neste ano. No time baiano, chegou a acumular cinco derrotas seguidas e foi demitido depois de apenas 14 jogos no comando. À frente do time cearense, a campanha foi ainda pior. Perdeu os três jogos durante os 15 dias em que esteve no cargo e deixou o clube de Fortaleza na lanterna.

Mais conteúdo sobre:
Vasco Jorginho

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.