Após demissão de 4o técnico no Sion, Gattuso vira 'jogador-treinador'

O Sion demitiu Victor Muñoz depois de quatro jogos nesta segunda-feira, tornando-o o quarto técnico vítima do volátil clube suíço nesta temporada, e nomeou o ex-meia do Milan e da seleção italiana Gennaro Gattuso como jogador-treinador.

Reuters

25 de fevereiro de 2013 | 17h33

O ex-técnico de Real Mallorca, Zaragoza, Panathinaikos e Terek Grozny foi demitido após o quarto colocado Sion ser goleado por 4 x 0 pelo Thun na Super Liga Suíça no domingo.

O excêntrico presidente do clube, Christian Constantin, foi visto conversando no telefone celular durante o segundo tempo e a mídia suíça especulou que ele já havia decidido dispensar Muñoz antes do apito final.

"Após a atuação desastrosa do Sion contra o FC Thun e, diante da falta de esforços mostrada na equipe, a diretoria do clube decidiu fazer com que os jogadores encarem suas responsabilidades", informou o Sion em comunicado.

"Para fazer isso, a partir de agora, eles terão que assumir suas próprias questões. O clube confia a responsabilidade pelo grupo ao capitão Gennaro Gattuso."

Gattuso, de 35 anos, se transferiu para o Sion no começo da temporada depois de 13 anos no Milan, onde conquistou a Liga dos Campeões por duas vezes. Ele é também campeão mundial pela Itália em 2006.

(Reportagem de Brian Homewood)

Tudo o que sabemos sobre:
FUTSIONGATTUSO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.