Quique Garcia/AFP
Quique Garcia/AFP

Após demissão de diretor, Puyol também deixa o Barcelona

Além do zagueiro, diretor de futebol Andoni Zubizarreta também foi demitido pela direção do clube catalão; os dois são ídolos da torcida

Estadão Conteúdo

05 de janeiro de 2015 | 19h25

De uma vez só, o Barcelona perdeu dois de seus maiores ídolos nesta segunda-feira. Horas depois de a presidência do Barça anunciar a demissão do ex-goleiro Andoni Zubizarreta, que trabalhava como diretor de futebol, o ex-zagueiro Carles Puyol, recém-aposentado, também deixou o cargo que tinha como auxiliar da diretoria.

"Eu aprendi muito, eu sou muito grato (ao Barcelona) e agora queria experimentar outras coisas, de outra perspectiva e em outros lugares. Eu quero crescer pessoalmente e profissionalmente para que, no futuro, espero que eu possa voltar a esta casa e dar-lhe de volta tudo o que me deu durante estes anos inesquecíveis", disse Puyol.

Apesar do discurso amistoso de Puyol, a imprensa espanhola entendeu o pedido de demissão, três meses depois de assumir o cargo, como um ato de solidariedade a Zubizarreta. Afinal, um anúncio procedeu o outro em cerca de uma hora e meia.

Tudo o que sabemos sobre:
futinterfutebolFC BarcelonaPuyol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.