Mauricia da Matta/EC Vitória
Mauricia da Matta/EC Vitória

Após demissão de Gallo, Vitória tenta acertar defesa para reagir no Brasileirão

Flavio Tanajura comandará a equipe diante da Chapecoense neste sábado, às 16h, no Barradão

Estadão Conteúdo

22 de julho de 2017 | 07h22

Sob o comando do interino Flávio Tanajura, após a demissão de Alexandre Gallo na última sexta-feira, o Vitória tenta reagir no Campeonato Brasileiro neste sábado contra a Chapecoense, às 16 horas, no estádio Barradão, em Salvador, pela 16.ª rodada.

Ex-zagueiro do Vitória e atual auxiliar técnico, Flávio Tanajura permanecerá no comando até que o clube anuncie o seu novo treinador. E para garantir a reação do time baiano, o interino sabe que precisa acertar o sistema defensivo.

Na 19.ª e penúltima colocação do Brasileirão com apenas 12 pontos, o Vitória vem de três derrotas consecutivas. E todas elas vieram pela ineficiência do sistema defensivo: foram 11 gols sofridos nas três partidas, sequência que culminou na demissão de Alexandre Gallo.

Além de contar com a sua experiência de ex-zagueiro, o interino terá os retornos de Wallace e Fred, que não atuaram contra o Grêmio por questões contratuais - os dois são emprestados pelo time gaúcho. Mas ele não poderá contar com Ramon e Willian Farias, recuperando-se de contusão, e Renê Santos e David, suspensos.

"Quem comanda o clube é o Flávio Tanajura, profissional criado na nossa casa, que também está muito preparado", explicou Agenor Gordilho, presidente em exercício do Vitória. "Quero pedir a torcida para que nos apoie porque estamos buscando reunir para todos fazer um clube mais unido".

Tudo o que sabemos sobre:
VitóriafutebolCampeonato Brasileiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.