Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Após demissão de Loss, Corinthians quer novo treinador antes do clássico

Treinador foi demitido após derrota diante do Ceará e time tem sequência difícil diante de Palmeiras e Flamengo

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

05 Setembro 2018 | 22h39

Osmar Loss não é mais o técnico do Corinthians. Loss não resistiu à derrota para o Ceará por 2 a 1 na noite desta quarta-feira, na Arena Castelão, que afastou o time da briga por uma vaga na Libertadores. A demissão foi anunciada por Duilio Monteiro Alves, diretor de futebol do Corinthians, logo após a partida.

"A gente quer uma melhora do time, que não vem rendendo o esperado. Pode ter certeza que a gente tem de trabalhar bastante. Foi uma decisão agora no vestiário. A gente começa a trabalhar agora (sobre o novo treinador), mas temos muita coisa para se pensar", afirmou o dirigente, que pretende anunciar o novo nome antes do clássico diante do Palmeiras, domingo, no Allianz Parque. "A gente pretende ter um treinador sexta ou sábado para que possa começar a trabalhar", completou o dirigente.  

Loss deve voltar ao cargo de auxiliar, função que ocupava quando Fabio Carille era o treinador do Corinthians. "Em relação a que vem, vamos começar a olhar a partir de agora. Queria deixar claro. A gente pretende que ele continue agora (Loss). É o momento que a gente tem de fazer alguma coisa. Infelizmente, agora é hora de mudar", disse o dirigente. "Nossa expectativa é que ele volte a ser auxiliar. Isso foi conversado lá atrás. Pode ajudar muito o Corinthians no futuro", completou Duilio.

O dirigente afirma que a culpa pela má fase do Corinthians não é só do treinador. Hoje, o Corinthians tem sete pontos de vantagem para a zona do rebaixamento e se distancia da busca pela vaga na Libertadores. "A gente vinha trabalhando um grupo para três ou quatro anos. Não dá para colocar a culpa só no Loss. Tivemos a saída de jogadores, reposições. Isso é grupo, jogadores e diretores. A gente busca o melhor para o Corinthians. E o melhor para o Corinthians é a mudança", finalizou o dirigente.

Osmar Loss assumiu o Corinthians no fim de maio, após a saída de Fabio Carille para o Al-Wehda, da Arábia Saudita. No período, o treinador comandou o clube por 25 vezes – dez vitórias, dez derrotas e cinco empates.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.