Gilvan de Souza/Flamengo
Gilvan de Souza/Flamengo

Após demissões, Barbieri comanda Fla em treino com a presença de presidente no CT

Técnico interino substituiu os demitidos Paulo Cesar Carpegiani e Jayme de Almeida na movimentação desta sexta

Estadão Conteúdo

30 Março 2018 | 12h58

Um dia depois de o Flamengo anunciar várias demissões, entre elas a do técnico Paulo César Carpegiani, o elenco do time retornou aos treinos na manhã desta sexta-feira, no CT do Ninho do Urubu, em uma atividade que foi comandada pelo auxiliar Maurício Barbieri e acompanhada de perto pelo presidente do clube, Eduardo Bandeira de Mello.

+ Confira a tabela do Campeonato Carioca

Em um ambiente pesado e de "terra arrasada", os jogadores foram submetidos a um treinamento físico e a outro técnico e tático com bola. Estes trabalhos também foram vistos de perto pelo CEO do Flamengo, Fred Luz, que conversou bastante com o presidente rubro-negro enquanto o treino foi realizado.

Barbieri foi o único auxiliar-técnico mantido pelo clube após as demissões de Jayme de Almeida e Rodrigo Carpegiani, dois dos demitidos um dia após a equipe ser derrotada pelo Botafogo por 1 a 0, na noite de quarta-feira, no Maracanã, e ser eliminada de forma surpreendente nas semifinais do Campeonato Carioca.

Além de Paulo César Carpegiani e destes dois profissionais que faziam parte da comissão técnica, o Flamengo demitiu na última quinta-feira o diretor-executivo de futebol Rodrigo Caetano, que estava trabalhando para o clube desde o início de 2015, e o ex-zagueiro Mozer, um dos ídolos históricos do Flamengo campeão da Libertadores e do Mundial de 1981. Ele havia retornado à Gávea em 2016, no cargo de gerente de futebol, que ocupava até ser mandado embora nesta quinta.

Até mesmo o preparador físico Marcelo Martorelli, que prestou serviço ao clube por 28 anos, acabou sendo demitido em decisão considerada surpreendente da diretoria. Após a eliminação nas semifinais do Campeonato Carioca, a equipe rubro-negra só voltará a jogar uma partida agora no dia 14 de abril, quando enfrenta o Vitória, fora de casa, em sua estreia no Brasileirão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.