Após derrota, Elias pede Corinthians 'ligado' na Vila Belmiro

Volante não quer time cometendo mesmos erros do tropeço para o Bahia e espera um bom resultado no clássico contra o Santos

Estadão Conteúdo

07 de agosto de 2014 | 10h48

Embora o Corinthians tenha atuado sem grande parte dos seus titulares na derrota por 1 a 0 para o Bahia, na noite desta quarta-feira, na Arena Fonte Nova, em Salvador, pelo jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil, o volante Elias ressaltou que o resultado serviu como "lição" para a equipe visando o clássico deste domingo, contra o Santos, na Vila Belmiro, pelo Campeonato Brasileiro.

Poupado principalmente pelo fato de que o time corintiano havia conquistado a vantagem de 3 a 0 no duelo de ida do mata-mata, Elias entrou apenas nos minutos finais na capital baiana, mas logo em sua primeira jogada roubou uma bola na zaga adversária e deixou Romero em ótimas condições de fazer o gol. Entretanto, o atacante paraguaio parou na defesa do goleiro Marcelo Lomba.

"A gente sabe que iniciou o jogo muito mal, abaixo do que pode fazer, o Bahia surpreendeu a gente, entrou muito forte e aí o Mano tentou corrigir no segundo tempo. Criamos algumas oportunidades, não saiu o gol, mas que isso sirva de exemplo para que a gente não repita esse mesmo erro em um futuro próximo", disse Elias, em entrevista ao SporTV.

Já ao ser questionado sobre como o Corinthians deve ser portar para sair vitorioso no clássico, o meio-campista enfatizou: "O time tem de entrar ligado, a gente sabe como é jogar na Vila Belmiro, temos outras experiências lá, de vitória e de derrota, e a gente sabe que tem de estar atento os 90 minutos. Vai ser um jogo totalmente diferente do jogo de hoje (quarta-feira), e a gente tem certeza de que vai fazer um grande jogo para buscar a vitória lá dentro".

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansEliasBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.