Após derrota em casa, Linense dispensa Bruno Quadros

O Linense não faz boa campanha no Paulistão desta temporada e, para reverter essa situação, a diretoria do clube resolveu dar um ânimo novo à equipe e trocou a comissão técnica. Na manhã desta segunda-feira, após a derrota por 3 a 2 para o São Bernardo, dentro de casa, foi confirmada a saída do técnico Bruno Quadros. Ele estava há mais de dois anos no comando do time.

AE, Agência Estado

24 de fevereiro de 2014 | 17h37

A decisão foi comunicada pelo presidente José Hugo Moreira, após uma reunião a portas fechadas no Estádio Gilberto Siqueira Lopes, em Lins. Em seguida, os dirigentes entraram em reunião novamente para definir o novo treinador. A expectativa é que o nome seja oficializado nesta segunda-feira. Pintado é o favorito.

"Vejo esta saída como um retrocesso, pois gostamos muito do Bruno (Quadros), mas técnico vive de resultados e isto é necessário para nossas pretensões no Paulistão", afirmou o presidente.

Bruno Quadros está no Linense há três temporadas. Ele desembarcou no clube em 2011, ainda como jogador. Após a disputa do Paulistão, ele resolveu pendurar as chuteiras e aceitar o convite para virar treinador. A princípio, o ex-zagueiro comandou o time sub-20. No ano seguinte, comandou a equipe principal no Paulistão e na Copa Paulista.

Nesta temporada, apesar de manter o Linense fora da zona de rebaixamento, não teve bom desempenho. Foram dez jogos, com três vitórias, um empate e seis derrotas. O time é o 16.º colocado na classificação geral, com 10 pontos, dois a mais que o primeiro time fora da zona de rebaixamento.

Esta foi a sétima troca de treinador no Campeonato Paulista. Atlético Sorocaba, Comercial, Oeste, Paulista, Ponte Preta e Portuguesa haviam mudado o comando técnico.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolLinensePaulistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.