Vítor Silva/Botafogo
Vítor Silva/Botafogo

Após derrota em clássico, Alberto Valentim deixa o comando técnico do Botafogo

Segunda passagem do treinador no clube acaba com apenas sete vitórias em 17 jogos

Redação, Estadão Conteúdo

09 de fevereiro de 2020 | 22h13

Alberto Valentim não é mais o técnico do Botafogo. Ele não resistiu ao começo de ano ruim da equipe alvinegra, eliminada ainda na fase de grupos da Taça Guanabara e que só avançou na primeira fase da Copa do Brasil porque tinha a vantagem do empate (jogo ficou 1 a 1) diante do Caxias-RS, no Rio Grande do Sul.

A última partida do treinador à frente do time de General Severiano aconteceu neste domingo. O Fluminense se impôs no primeiro tempo, marcando três gols, e soube controlar a vantagem para sair com a vitória por 3 a 0 no clássico válido pelo Campeonato Carioca, disputado no estádio do Maracanã.

A decisão da diretoria botafoguense em colocar um ponto final à trajetória de Alberto Valentim no comando técnico aconteceu ainda nos vestiários, momentos após a derrota.

"O Botafogo de Futebol e Regatas informa que Alberto Valentim não é mais treinador da equipe profissional. Com ele, deixa também o cargo seu auxiliar Fernando Miranda. O Botafogo agradece ao técnico pela alta conduta profissional em sua segunda passagem pelo Clube e deseja sorte em seus futuros desafios", escreveu a diretoria alvinegra em uma nota oficial.

Esta foi a segunda passagem de Alberto Valentim à frente do clube carioca. A primeira havia acontecido em 2018, quando conquistou o Estadual do Rio de Janeiro e deixou General Severiano com 11 vitórias em 25 partidas para dirigir o Pyramids, do Egito. Nesta nova passagem, foram apenas sete triunfos em 17 jogos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.