Douglas Monteiro/Comunicação Vila Nova
Douglas Monteiro/Comunicação Vila Nova

Após derrota em clássico goiano, Vila Nova demite o técnico Eduardo Baptista

Técnico deixa o time perto da zona de rebaixamento da Série B e conseguiu apenas cinco vitórias em 22 jogos no comando do time goiano

Redação, Estadao Conteudo

14 de julho de 2019 | 11h30

Eduardo Baptista não é mais o técnico do Vila Nova. Sua demissão foi confirmada pelo clube no fim da noite deste sábado, logo após a derrota no clássico para o Atlético-GO, por 2 a 0, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O time ocupa apenas a 16ª posição.

O futebol apresentado na noite de sábado tirou a paciência dos dirigentes, que se reuniram com o treinador e comunicaram a decisão por sua saída. Ele chegou ao clube em 23 de fevereiro, ainda durante o Campeonato Goiano. Perdeu prestígio com resultados negativos e eliminação na semifinal do Estadual.

Ao todo, Eduardo comandou o Vila Nova em 22 jogos, sendo apenas cinco vitórias, dez empates e sete derrotas. Aproveitamento de 37%, que consequentemente deixa o time goiano próximo à zona de rebaixamento - primeiro time fora do Z4, estando a dois pontos do São Bento, 17º na classificação.

"Em reunião nesta noite, foi decidido que o profissional Eduardo Baptista não seguirá mais no comando técnico do time profissional. Agradecemos os serviços prestados e desejamos sorte em sua carreira. A diretoria trabalha para apresentar um novo profissional em breve", diz o comunicado do Vila nas redes sociais.

A expectativa do clube é anunciar o substituto o quanto antes, tendo em vista a sequência de jogos na Série B. O próximo desafio será no sábado, dia 20, quando receberá o América-MG, às 16h30, no Serra Dourada. O confronto é direto pela luta contra o rebaixamento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.