Após derrota, Figueirense demite Adilson Batista

Time catarinense acumula três partidas sem vitória

AE, Agência Estado

18 de agosto de 2013 | 15h12

FLORIANÓPOLIS - O técnico Adilson Batista não resistiu à derrota para o ABC no último domingo, pela Série B do Campeonato Brasileiro, e foi demitido pela diretoria do Figueirense. O anúncio foi feito pelo site oficial do clube, que também dispensou o auxiliar Ivair, o preparador físico Fabio Maraston e o analista de desempenho Gustavo Nicoline.

No último sábado, o Figueirense decepcionou e, mesmo atuando com um jogador a mais em parte do segundo tempo, acabou perdendo para o lanterna da competição. Foi a terceira partida consecutiva do time catarinense sem vitória, após a derrota para o Avaí e o empate com o Guaratinguetá.

"A diretoria do Figueirense agradece todo o empenho e dedicação prestados nesses oito meses pelo técnico Adilson Batista e sua comissão, nesta segunda passagem pelo clube. Em 2013 foram 41 jogos, conquistando 19 vitórias, nove empates e 13 derrotas. O treinador levou o Figueirense às semifinais do Campeonato Catarinense e à terceira fase da Copa do Brasil", dizia o comunicado no site.

Adilson Batista deixa o Figueirense na oitava colocação da Série B do Campeonato Brasileiro, com 23 pontos. A diretoria ainda não se posicionou sobre um substituto e nem informou quem comandará a equipe no duelo do próximo sábado, contra o Oeste, no Orlando Scarpelli.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.