Foto: Lucas Uebel / Grêmio
Foto: Lucas Uebel / Grêmio

Grêmio anuncia saída de Felipão 'em comum acordo' após time perder para o Santos na Vila

Luiz Felipe Scolari encerra quarta passagem pelo clube gaúcho após três meses no comando e entrega equipe na penúltima colocação do Brasileirão

Redação, O Estado de S.Paulo

11 de outubro de 2021 | 04h58

Luiz Felipe Scolari não é mais técnico do Grêmio. Segundo nota publicada pelo clube, a decisão foi tomada em “comum acordo” após derrota para o Santos neste domingo, dia 10. Ao final do jogo, Felipão chegou a reforçar a qualidade do trabalho realizado, mas, horas depois, o clube anunciou que encerraria o vínculo com o treinador. A saída foi definida em uma reunião em São Paulo.

Essa foi a quarta passagem do técnico pelo Grêmio. Ele assumiu em julho deste ano com o desafio de tirar o clube da lanterna do Campeonato Brasileiro, mas não conseguiu deixar a zona de rebaixamento em definitivo. Após 21 jogos no comando, Felipão entrega o time na penúltima posição do Brasileirão, com 23 pontos em 23 paertidas. Também foram demitidos os auxiliares Carlos Pracidelli e Paulo Turra e o preparador físico Anselmo Sbragia.

Com as demissões de Renato Gaúcho, após a eliminação do Grêmio na Libertadores, e de Tiago Nunes, Scolari foi o terceiro treinador a comandar o time gaúcho na temporada. Logo que assumiu, viu o Grêmio ser eliminado pela LDU na Copa Sul-Americana. Sem conseguir dar sequência positiva, ele não resistiu à pressão após uma sequência de quatro jogos sem vencer. O duelo com o Santos era considerado essencial na briga para sair da zona de rebaixamento porque o time da Vila também estava ameaçado.

Em nota, clube tricolor gaúcho agradeceu o “comprometimento e respeito do técnico e sua equipe com a instituição durante o período de trabalho”. Também registrou que Scolari agradeceu ao Grêmio: “eu continuarei sendo gremista, como sempre fui e sempre serei”, escreveu o clube em recado do treinador.

Em passagens anteriores, Felipão chegou a ser campeão da Copa do Brasil, da Libertadores e da Recopa Sul-Americana. Ele deixará o clube como o segundo treinador com mais jogos no comando do Grêmio, com 385 partidas. Na próxima quarta-feira, dia 13, o Grêmio enfrentará o Ceará pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. Somente a Chapecoense tem campanha pior. A diretoria ainda não anunciou o nome do novo comandante. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.