Dolores Ochoa/AP Photo
Dolores Ochoa/AP Photo

Após derrota, jogadores do Fla pedem apoio da torcida para evitar eliminação

Atletas do time carioca demonstraram claro desânimo após derrota para o Emelec nas oitavas de final da Copa Libertadores

Redação, Estadão Conteúdo

25 de julho de 2019 | 00h27

Numa noite em que nada deu certo para o Flamengo, além da derrota para o Emelec por 2 a 0, em Guayaquil, no Equador, no duelo de ida das oitavas de final da Copa Libertadores, o time deve ter importante desfalque para o jogo de volta, na próxima quarta-feira, no Maracanã. O meia Diego sofreu uma forte torção no tornozelo esquerdo, inclusive com possibilidade de fratura. Sem contar que, no duelo de volta, o time brasileiro vai ter de vencer por três gols de diferença para chegar às quartas de final.

Diego enroscou o tornozelo no gramado aos 26 minutos do segundo tempo. Não conseguiu se levantar, chorou de dor e deixou o campo de maca direto pra os vestiários. Além dele, devem continuam vetados pelos médicos os meias Éverton Ribeiro, Arrascaeta e o atacante Vitinho.

Na saída de campo, o desânimo era visível no rostos dos flamenguistas. Os jogadores reconheceram a péssima atuação, mas garantiram que não vão desistir no segundo duelo, inclusive pedindo o apoio total da torcida, que praticamente já esgotou os ingressos para o duelo da próxima quarta no Maracanã.

O atacante Gabriel, que só teve uma boa chance no primeiro tempo, defendida pelo goleiro Dreer, disse saber como superar a situação adversa. "Creio que com o apoio da torcida a gente pode virar este resultado. A torcida pode lotar o Maracanã porque nós vamos virar isso". Ele reconheceu que o time criou poucas chances no ataque e sofreu gols em momentos complicados.

Para o zagueiro Rodrigo Caio, a noite foi mesmo ruim e deve ser esquecida. "É um resultado para esquecer. Tomamos o gol no começo do jogo e depois não conseguimos fazer as triangulações programadas para chegar lá na frente. Nós precisamos refletir muito, porque todos fizeram um jogo abaixo do normal. Temos mais um jogo, estamos tristes, mas temos que acreditar na classificação. Peço desculpas para a torcida e peço para ela lotar o Maracanã porque vamos dar o máximo em campo" prometeu.

Em termos de números, o Flamengo ainda corre o risco de sofrer um gol e ter que buscar uma goleada. Isso porque o gol fora de casa é utilizado como critério de desempate. Se vencer por 3 a 0 o Flamengo segue adiante, mas caso leve um gol, por exemplo, vai precisar ganhar por 4 a 1.

O Emelec viveu uma noite histórica, afinal conseguiu a sua primeira vitória em casa nesta edição da Libertadores. Além disso, no Campeonato Equatoriano ocupa a modesta sétima posição. Se passar vai pegar o vencedor do confronto entre Internacional e Nacional do Uruguai, com o time gaúcho tendo vencido por 1 a 0, fora de casa, nesta quarta-feira, em Montevidéu.

Diante deste cenário dramático, a ideia inicial no Flamengo é deixar de lado o clássico com o Botafogo domingo no Maracanã pela 12.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Jesus deve escalar um time misto, também aproveitando para fazer algumas experiências.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.