Lucas Uebel / Grêmio FBPA
Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Após derrota, Maicon revela cobrança interna no Grêmio e pede coragem

Volante admite que equipe está abaixo do que deveria e pede 'atitude e coragem' a colegas

Redação, Estadão Conteúdo

11 de outubro de 2020 | 19h58

O Grêmio somou mais um resultado ruim ao perder para o Santos, por 2 a 1, neste domingo, na Vila Belmiro, pela 15.ª rodada do Campeonato Brasileiro. A equipe de Renato Gaúcho segue na metade da tabela, com apenas 17 pontos.

"As pessoas olham a gente lá embaixo, mas tenham certeza que a gente se cobra e que vamos melhorar. É hora de começar a mudar e subir na tabela porque nessas condições ficamos distantes do que a gente almeja, que é ser campeão", comentou o meio-campista Maicon, que saiu do banco de reservas.

Maicon vem convivendo com lesões e aos poucos está voltando ao time. Ele é peça importante no esquema montado pelo técnico Renato Gaúcho e um dos líderes do elenco. "A gente sabe que não estamos bem no campeonato, nos cobramos bastante no dia a dia, porque a qualidade da nossa equipe, não podemos estar onde estamos. O que eu falo aqui eu falo lá dentro, aqui dentro temos que ter atitude, coragem, estamos vestindo uma camisa de um time que tem chegado sempre, sendo campeão, e nosso torcedor cobra sempre isso, e a gente sabe que estamos abaixo", acrescentou.

O Grêmio vai tentar a recuperação já na próxima quarta-feira. O time receberá o Botafogo, às 19h15, em Porto Alegre, pela 16.ª rodada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.