Divulgação
Divulgação

Após derrota, Marcelo pede tempo e paciência para montar o Cruzeiro

Técnico lembra que o time mineiro perdeu jogadores importantes, trouxe reforços e precisa de mais tempo para adquirir entrosamento

Estadão Conteúdo

19 de janeiro de 2015 | 13h13

O técnico Marcelo Oliveira tentou minimizar a derrota do Cruzeiro por 1 a 0 para o Londrina, no último domingo, no Estádio do Café, no primeiro amistoso da equipe na temporada 2015. Ele lembrou que o time perdeu jogadores importantes, como Egídio, Nilton e Ricardo Goulart, e trouxe reforços, como Leandro Damião, e precisa de tempo de treinamentos para adquirir entrosamento.

"Com três, quatro peças que saíram, precisamos de reentrosamento. Fizemos apenas um coletivo e é uma situação normal. Na medida em que a escalação vai sendo repetida e os jogadores jogando junto, eles vão se conhecendo melhor", afirmou.

Marcelo também avaliou que o Cruzeiro e o Londrina estão em fases diferentes na pré-temporada, com o time do interior do Paraná tendo iniciado antes as atividades de preparação bem antes da equipe mineira.

"Com 11 dias e três deles inicias de avaliações físicas, sabíamos que o time não ia render fisicamente ou ter a mobilidade que fosse esperada. Encontramos um adversário que sempre corre muito aqui, empurrado pela torcida e com um estágio diferente do nosso. Eles iniciaram a pré-temporada em dezembro, pararam algum tempo e só fizeram a manutenção agora nesse período até o jogo", disse.

O treinador cruzeirense destacou, porém, que se incomoda com os tropeços e espera que logo a equipe mineira se reabilite. O próximo compromisso será em 25 de janeiro, no Mané Garrincha, diante do ucraniano Shakhtar Donestk, em mais um amistoso.

"Eu quero conviver com vitória sempre, isso é importante, mesmo que seja em um jogo-treino, em um amistoso. Sabemos que o ano vai ser difícil, que precisamos cada vez aprimorar mais, treinar mais e ir reentrosando o time. O Cruzeiro vai ser forte da mesma forma, mesmo perdendo jogadores nos últimos tempos", declarou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCruzeiroMarcelo Oliveira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.