Divulgação
Divulgação

Após derrota, Muricy volta a cobrar mais participação de Ganso

Para o treinador, o camisa 10 do São Paulo precisa se aproximar do gol e finalizar mais vezes

O Estado de S. Paulo

10 de fevereiro de 2014 | 14h21

SÃO PAULO - Após a atuação apagada de Paulo Henrique Ganso na derrota do São Paulo para a Ponte Preta, domingo, o técnico Muricy Ramalho voltou a cobrar o meia em relação à sua postura em campo. Para o treinador, o jogador precisa se aproximar do gol e finalizar mais vezes.

"Converso com o Ganso desde o Santos. Isso é um defeito dele. Ele prefere dar o passe a chutar para o gol. Ele teve duas ou três vezes livre e não chutou. No Santos mesmo para fazer gol era difícil. O camisa 10 precisa entrar na área e fazer gol", cobrou Muricy.

Ganso, que herdou a camisa 10 do São Paulo após a saída de Jadson para o Corinthians na troca com Pato, já disputou 77 jogos pelo São Paulo e marcou apenas cinco gols. No total, o meia deu 15 assistências. Em 2013, o jogador foi líder em passes para gols de seus companheiros, com 12. 

Após sete partidas no Campeonato Paulista, Muricy garantiu que o time será mais regular e estará pronto na reta final do torneio. Até aqui, o São Paulo venceu quatro partidas, todas disputadas dentro de casa. "Ainda estamos buscando uma formação. É início de temporada e todos estão se ajustando. O importante é aproveitar essa fase para corrigir o que está errado. Lá na frente, é preciso que tudo esteja pronto porque aí será briga pelo título e não poderemos errar", afirmou o técnico.

Contra a Ponte Preta, o São Paulo foi derrotado pela terceira vez fora de casa. Com 12 pontos, o time de Muricy Ramalho lidera o Grupo A do Campeonato Paulista. Na próxima rodada, a equipe enfrenta a Portuguesa no Morumbi.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.