Radovan Stoklasa/Reuters
Radovan Stoklasa/Reuters

Após derrota na Liga das Nações, técnico da Eslováquia pede demissão

Jan Kozak não é mais o treinador da seleção eslovaca depois de revés para a República Checa

Estadão Conteúdo

14 Outubro 2018 | 17h26

O técnico Jan Kozak pediu demissão do comando da Eslováquia neste domingo. Um dia depois da derrota para a República Checa em casa, por 2 a 1, pela Liga das Nações da Uefa, o treinador entregou o cargo à associação de futebol do país, que acatou sua decisão.

"Com o técnico Jan Kozak, diante de seu pedido, concordamos em encerrar o contrato. Estávamos em uma situação difícil no início de seu trabalho, em 2013, e ele fez um grande trabalho na seleção eslovaca, criando um time que alcançou um número de excelentes resultados na nossa história", declarou o presidente da entidade, Jan Kovacik.

Kozak foi o técnico que mais tempo permaneceu no comando da Eslováquia, cargo para o qual foi contratado em julho de 2013. Foram 54 partidas pelo país, das quais venceu 29. Sob seu comando, o país chegou à Eurocopa pela primeira vez na história, na França, em 2016, e foi até as oitavas de final, em que perdeu para a Alemanha.

A associação de futebol da Eslováquia ainda não anunciou o substituto de Kozak. No amistoso diante da Suécia, na próxima terça-feira, fora de casa, a equipe será comandada pelo auxiliar Stefan Tarkovic.

 

 

Mais conteúdo sobre:
futebolJan Kozak

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.