Rubens Chiri/Divulgação/São Paulo
Rubens Chiri/Divulgação/São Paulo

Após derrota no clássico, jogadores do São Paulo fazem reunião de 30 minutos

'São pequenos detalhes, que temos de corrigir', afirma Thiago Mendes

Estadao Conteudo

13 de março de 2017 | 19h10

Os jogadores do São Paulo participaram de uma reunião de aproximadamente 30 minutos na reapresentação no CT da Barra Funda após a derrota para o Palmeiras por 3 a 0. O volante Thiago Mendes negou que o encontro com a comissão técnica tenha sido para que o grupo levasse uma bronca. O presidente Carlos Augusto Barros e Silva, o Leco, também esteve no Centro Treinamento. "Foi reunião do dia a dia mesmo", disse o jogador em entrevista coletiva após o fim do treino.

Thiago Mendes afirma que o grupo continua confiando na defesa e nos goleiros apesar da quantidade de gols sofridos neste início de temporada. Foram 20 gols em 11 jogos. "Estamos trabalhando no dia a dia para corrigir esses pequenos detalhes, que estão acontecendo. Estamos tomando bastante gols, mas fazendo também. É melhor fazer mais do que tomar. Nossa equipe está bem ofensiva esse ano, se doando. São pequenos detalhes, que temos de corrigir"

A participação de Cueva, Maicon e Pratto também não está confirmada. No treino desta segunda-feira, apenas com atividades táticas, com oito jogadores de cada lado, o peruano esteve no gramado apenas para exercícios físicos. O zagueiro continua recuperação de uma torção no tornozelo esquerdo e tem poucas chances de atuar. Já o atacante argentino será avaliado nesta terça-feira para confirmar sua viagem para Natal. Pratto foi submetido a uma cirurgia neste domingo para correção de uma fratura no nariz sofrida em lance com Vitor Hugo com o Palmeiras.

"O Cueva é um excelente meia. Dispensa comentários. Está jogando bastante. O Pratto também, fazendo gols. Agora ele fraturou o nariz, mas temos o Gilberto que está ajudando bastante. E o Cueva tem jogadores para fazer (a função dele) também", diz o volante.

Tudo o que sabemos sobre:
São Paulo FCfutebolRogério Ceni

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.