Buda Mendes / Reuters
Buda Mendes / Reuters

Após derrota no Maracanã, Nenê diz que faltou 'intensidade' ao Fluminense

Equipe tricolor foi superada pelo Junior Barranquilla, da Colômbia, por 2 a 1, pela Libertadores

Redação, O Estado de S.Paulo

19 de maio de 2021 | 00h21

Um dos jogadores mais experientes do Fluminense, o meia Nenê atribuiu à falta de intensidade durante os 90 minutos a derrota diante do Junior Barranquilla-COL por 2 a 1, nesta terça-feira à noite, no Maracanã, pela quinta rodada da fase de grupos da Copa Libertadores.

O semblante de Nenê ao final da partida traduzia o sentimento de todos os jogadores e comissão técnica, já que o Fluminense precisava de um simples empate para confirmar a classificação antecipada às oitavas de final.

Nenê justificou o revés em casa a uma série de fatores, entre eles a falta de intensidade e desatenção. "A gente sabe que Libertadores não pode ter desatenção. Nada é de graça e a intensidade tem que ser diferente. Que nos sirva de lição para não acontecer no próximo jogo e a gente buscar essa classificação que esperávamos hoje", disse o jogador na saída do gramado. Poupado de início, ele entrou no segundo tempo no lugar de Cazares. 

Com o resultado, o Fluminense segue na liderança do Grupo D, com oito pontos. Tem dois a mais que o River Plate-ARG, segundo colocado com seis pontos e que ainda entrará em campo diante do Santa Fé-COL nesta quarta-feira. Dependendo do resultado deste confronto, o Flu pode ser obrigado a vencer o River na Argentina na última rodada para confirmar vaga na próxima fase.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.