Wilson Pedrosa/AE
Wilson Pedrosa/AE

Após derrota para Atlético-GO, São Paulo demite Adilson Batista

Técnico não resistiu à sequência de seis partidas seguidas sem vitória

AE, Agência Estado

16 Outubro 2011 | 21h08

Adilson Batista não é mais o técnico do São Paulo. Após a equipe ser derrotada pelo Atlético-GO, por 3 a 0, na noite deste domingo, em Goiânia, a diretoria são-paulina optou pela demissão. Assim, o auxiliar Milton Cruz assume interinamente o comando até que um novo treinador seja contratado.

"O Adilson não é mais técnico do São Paulo na sequência da temporada. A partida contra o Atlético-GO era de suma importância e tivemos um resultado adverso. O trabalho se encerra no dia de hoje", disse o diretor de futebol do clube, Adalberto Baptista, ao anunciar a demissão do treinador.

Depois de passagens curtas e frustrantes por Corinthians e Santos, Adilson Batista assumiu o comando do São Paulo em julho - estreou justamente contra o Atlético-GO, com um empate de Morumbi. Ao todo, ele ficou 22 jogos no cargo, conseguindo sete vitórias, nove empates e seis derrotas.

Mas nunca conquistou a confiança da torcida são-paulina. Agora, quando já soma seis jogos sem vitória, a pressão ficou insuportável - o time caiu para o sexto lugar no Brasileirão, com 48 pontos, e ficou longe da briga pelo título. Por isso tudo, a diretoria optou pela demissão de Adilson Batista.

Em um pronunciamento após a partida deste domingo, no vestiário do Serra Dourada, Adilson Batista se despediu pedindo desculpas ao torcedor são-paulino. "Futebol é resultado. Infelizmente, o nosso segundo turno não tem sido dos melhores", admitiu o treinador. "A bola comigo não está entrando."

"Peço desculpas ao torcedor são-paulino. Eu entendo a revolta deles", afirmou Adilson Batista, que também aproveitou o rápido pronunciamento para agradecer ao clube. "Gostaria de agradecer ao São Paulo pela oportunidade. Me dediquei ao máximo, mas infelizmente não foi possível."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.