Divulgação/Coritiba
Divulgação/Coritiba

Após derrota para o Ceará, Coritiba anuncia demissão de Jorginho

Ex-auxiliar de Dunga deixa a equipe do Alto da Glória na penúltima posição do Campeonato Brasileiro

Redação, Estadão Conteúdo

25 de outubro de 2020 | 19h56

Caiu mais um técnico do Campeonato Brasileiro. Jorginho não suportou a derrota do Coritiba, por 2 a 1, para o Ceará, no Castelão, no último sábado, e acabou sendo demitido do comando do time paranaense. Ele deixa o clube junto com o auxiliar Luiz Iubel e o preparador físico Joelton Urtiga.

Desde a estreia de Jorginho, contra o Sport, a equipe alviverde teve sob o comando do técnico um aproveitamento de 33%. Foram três vitórias, quatro empates e seis derrotas, em 13 partidas realizadas neste seu retorno ao Coritiba. Ele deixa o time paranaense na penúltima posição do Brasileirão, com 16 pontos, apenas à frente do Goiás, com 11.

A diretoria não confirma, mas estuda dois nomes bem conhecidos do rival Athletico. Tiago Nunes e Dorival Júnior estão sendo cogitados no Alto da Glória. O nome de Vanderlei Luxemburgo, recém-demitido do Palmeiras, também foi cogitado, mas ele dificilmente voltará a assumir um trabalho na atual temporada.

Outra possibilidade é tentar convencer Mozart, ídolo do clube e hoje técnico do CSA, a voltar ao Coritiba para dirigi-lo na Série A. Tentativa, esta, vista como difícil. Enquanto isso, o clube se prepara para buscar a reabilitação no Brasileirão. No sábado, o adversário será o Atlético-GO, às 19h, no Couto Pereira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.