Ivan Storti/ Santos FC
Ivan Storti/ Santos FC

Após derrota para o Palmeiras, Santos vai ter de lutar para voltar à Libertadores

Equipe está no bloco intermediário de equipes que tem 45 pontos e torce para que G-6 se torne G-8

Redação, O Estado de S.Paulo

01 de fevereiro de 2021 | 05h00

O Santos vai ter uma dura missão para retornar à Copa Libertadores nesta temporada. Depois de perder a decisão de 2020 para o Palmeiras, a equipe de Vila Belmiro terá concentrar suas forças para conseguir vaga na competição sul-americana pelo Brasileirão. Os comandados do técnico Cuca estão em 11º lugar na tabela, com os mesmos 45 pontos de Athletico-PR (8º colocado), Ceará (9º), Corinthians (10º) e Atlético-GO (12º). Restam seis jogos para os santistas. Caso Palmeiras e Grêmio permaneçam entre os seis primeiros colocados até o fim, a Libertadores vai classificar até o oitavo colocado. Palmeiras e Grêmio disputam a final da Copa do Brasil no fim deste mês. 

Mas o caminho santista é repleto de obstáculos, além do desânimo de ter perdido um torneio importante. Quarta-feira, o time joga em Porto Alegre diante do Grêmio. No sábado, em Goiânia, o adversário vai ser o Atlético-GO, concorrente direto à vaga no principal torneio internacional.

Na sequência, dia 13, o rival será o Coritiba, que luta para fugir do rebaixamento, enquanto que no dia 17 está previsto o clássico com o Corinthians. A caminhada não prevê tempo adequado de recuperação. No dia 21, o Santos faz duelo com o Fluminense. Esses três jogos serão na Vila. O último compromisso ocorre em Salvador, frente ao Bahia, que luta para não ser rebaixado.

Como o calendário do futebol brasileiro não permite festejar as conquistas nem lamentar demais as derrotas, o Santos, se quiser voltar a sonhar com o quarto título da Libertadores na próxima temporada, precisará mostrar reação pouco mais de 96 horas após a dolorida derrota, com gol aos 53 minutos do segundo tempo, diante do Palmeiras, no Maracanã. Cuva deverá dar descanso para alguns atletas, como Marinho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.