Após derrota, Ponte Preta busca refúgio em Porto Feliz

A derrota para o São Paulo, por 3 a 0, no último sábado, deixou o clima tenso na Ponte Preta. Tanto que o técnico Gilson Kleina decidiu levar o elenco mais uma vez para a semana em Porto Feliz. O grupo parte para a cidade que fica a 75 quilômetros de Campinas na manhã desta terça-feira, e só volta horas antes do jogo de sábado contra a Portuguesa, em Campinas, pela 19.ª rodada do Brasileiro.

AE, Agência Estado

20 de agosto de 2012 | 18h46

Além de corrigir os erros dos últimos jogos, o treinador deve usar os cinco dias em retiro para "lavar a roupa suja" com o elenco. "Vamos ver quais os jogadores estão afim. Podemos perder os jogos na técnica, mas não na raça e na vontade", criticou Kleina.

Esta será a segunda vez que o comandante tira o elenco da Ponte de Campinas, neste Brasileirão. Após a derrota para o Santos, por 2 a 1, há três semanas, ele também levou os jogadores para Porto Feliz. Na rodada seguinte, o time conseguiu uma grande vitória sobre o Cruzeiro, por 2 a 1, em Belo Horizonte.

Aliás, a vitória em Minas Gerais foi a única conquistada pelos campineiros nas últimas nove rodadas. Após três derrotas seguidas e quatro jogos sem vencer, o time caiu para a 14.ª posição, com 20 pontos, e viu a pressão por resultados aumentar. A baixa certa contra a Portuguesa será o atacante Roger, que recebeu o terceiro cartão amarelo, na derrota para o São Paulo, no Morumbi, por 3 a 0.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPonte PretaBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.