Lucas Merçon/Estadão
Lucas Merçon/Estadão

Após derrota, torcedores se reúnem com jogadores e diretor do Fluminense

Grupo foi ao CT nesta terça-feira, dia seguinte à derrota por 1 a 0 para o lanterna Avaí

Redação, O Estado de S.Paulo

03 de setembro de 2019 | 19h13

No dia seguinte à derrota por 1 a 0 para o Avaí, um pequeno grupo de torcedores do Fluminense foi ao CT do clube para protestar. O diretor executivo Paulo Angioni e os jogadores Nenê, Digão e Nem conversaram com os torcedores do lado de fora do CT.

O clima no Fluminense piorou após a derrota para o lanterna Avaí no Maracanã. A equipe carioca está em 18º lugar na tabela do Campeonato Brasileiro, com 12 pontos. Depois da partida, alguns torcedores tentaram invadir o estádio pelo portão 2 e foram contidos por seguranças.

A conversa desta terça-feira foi pacífica, sem tentativa de invasão ao CT. Angioni e os jogadores ouviram as reclamações dos torcedores que foram ao local.

Dentro do CT, a atividade foi fechada à imprensa, mas o Fluminense divulgou que os reservas golearam por 9 a 0 o Paraíba do Sul em jogo-treino. Os titulares realizaram trabalhos regenerativos.

Caio (dois gols), Gilberto (dois gols) e Pablo Dyego marcaram para o Fluminense no primeiro tempo do jogo-treino. Na etapa final, Lucas (dois), Ewandro e Luís Felipe também balançaram a rede. O técnico Oswaldo de Oliveira realizou diversas mexidas e testes para observar os jogadores reservas.

O elenco do Fluminense volta a treinar na manhã desta quarta-feira. O próximo jogo da equipe será no sábado, às 17h, contra o Fortaleza, no Castelão, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.