JF Diorio/Estadão
JF Diorio/Estadão

Após desabafo, Fagner muda o tom contra arbitragem e pede frieza no Corinthians

Lateral diz que fez críticas contra a arbitragem de cabeça quente e projeta clássico com o São Paulo

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

21 de setembro de 2017 | 17h41

O elenco do Corinthians voltou ao Brasil no começo da tarde desta quinta-feira, após o empate sem gols com o Racing, na quarta-feira, na Argentina, e a eliminação na Copa Sul-Americana. O lateral-direito Fagner aparentou estar mais calmo e minimizou as críticas contra a arbitragem de Leodan González.

"Não vou falar de arbitragem hoje (quinta-feira). Falei de cabeça quente, o que não é ideal. Vejo que o Corinthians fez uma boa partida e faltou só ter mais agressividade no último terço para finalizar mais, para levar perigo ao goleiro adversário. Foi uma partida consistente, em que não tomamos susto. Mesmo com um jogador a menos, lutamos e tentamos chegar ao gol adversário", disse o lateral, no aeroporto de Guarulhos.

Após o jogo, o lateral criticou a atuação do árbitro, que segundo ele, deixou de marcar muitas faltas para o Corinthians e expulsou erroneamente Rodriguinho e Jô. Fagner pediu que os clubes brasileiros se unissem contra a Conmebol para deixarem de ser prejudicados.

Mais calmo, o jogador projetou o clássico com o São Paulo, domingo, às 11h, no Morumbi, e disse que espera ver o time mais frio em campo. "Vai ser um jogo bem disputado, brigado, com o São Paulo precisando da vitória e nós, também. Vamos buscar fazer um grande jogo e ser uma equipe consistente. Precisamos ser fortes defensivamente e, quando estiver com a bola no pé, ter frieza para jogar e criar situações de perigo", analisou.

O elenco do Corinthians volta aos treinos na manhã desta sexta-feira, no CT Joaquim Grava, mas os titulares só deverão ir a campo no sábado, quando o técnico Fábio Carille vai definir a escalação. A tendência é que ele escale força máxima e que Rodriguinho e Maycon voltem ao time. A formação seria: Cássio; Fagner, Pablo, Balbuena e Guilherme Arana; Gabriel, Maycon, Rodriguinho, Jadson e Romero; Jô.

Tudo o que sabemos sobre:
Corinthiansfutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.